Inscrições abertas para Caminhada de Queimado

Evento ocorrerá em comemoração aos 170 anos da Insurreição do Queimado
Inscrições abertas para Caminhada de Queimado
TEXTO: Rafael Ferraz   FOTO: Secom-PMS

No dia 16 de março acontecerá a Caminhada de Queimado, em comemoração aos 170 anos da Insurreição do Queimado. As atividades estão sendo realizadas pelo Fórum Chico Prego, em parceria com a Prefeitura da Serra e o Conselho Municipal do Negro.

No sábado (16) ocorrerá a 9 ª caminhada noturna dos Zumbis Contemporâneos, com um percurso de quase 18 quilômetros. A concentração está prevista para às 21 horas, na Igreja Matriz, em Serra-Sede, de onde o grupo sairá com destino às ruínas do Queimado. Já no domingo (17), às 8h30, o grupo participará de uma celebração, que será realizada ao lado das ruínas.

Para participar das atividades, os interessados precisam fazer inscrição prévia, até o dia 11 de março, (clicando aqui) ou preencher a ficha, que está em anexo nesta matéria, e entregar em um destes pontos: Secretaria de Direitos Humanos da Serra; Secretaria de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer da Serra; Biblioteca de Valparaíso; Museu Histórico da Serra; Cras-Cai de Jardim Carapina; Dep. Igualdade Racial de Vitória e Cariacica, além do IFES da Serra.

O Prefeito Audifax Barcelos expressa que esse é um momento importante para homenagear aqueles que lutaram por seus direitos. “Essa é a história de uma luta do povo serrano que precisa ser preservada e lembrada”, contou.

História

O sítio histórico de Queimado fica localizado a 25 quilômetros da capital, e foi cenário do principal movimento contra a escravidão no Espírito Santo: a Insurreição do Queimado.

Em 1849, escravos do local se revoltaram por causa de uma promessa de um frei, que afirmou que se os escravos construíssem a igreja de São José, teriam alforria, mas isso não aconteceu.

Mais de 300 homens, mulheres e até crianças participaram desta rebelião capitaneada por Chico Prego, João da Viúva, Elisiário e muitos outros líderes que articularam seu povo para tomar a liberdade com as próprias mãos.

A insurreição foi um movimento tão forte que para contê-la foram necessárias forças vindas do estado do Rio de Janeiro, além das capixabas.

Restauração da história

Neste momento, a Prefeitura da Serra está restaurando o sítio histórico do Queimado, com investimento de R$ 1,3 milhão, aproximadamente. É importante ressaltar que, para garantir a preservação da identidade do patrimônio histórico e cultural, nada será retirado nem construído no local. Serão feitos ajustes na estrutura, para garantir a sustentação da igreja, permitindo que as pessoas visitem as ruínas em segurança.