Convênios garantem o atendimento social a mais seis mil famílias na Serra

A pactuação aconteceu na manhã desta quarta-feira (25), no Cras de Jardim Tropical.
Convênios garantem o atendimento social a mais seis mil famílias na Serra
TEXTO: Djeisan Lettieri   FOTO: Solange Pipper

Mais de seis mil famílias serranas serão beneficiadas com a assinatura de convênios com entidades que farão atendimento social no município. A pactuação aconteceu na manhã desta quarta-feira (25), no Cras de Jardim Tropical.

O investimento na ação é da ordem de 21 milhões, sendo que 15 milhões são do município e o restante provém dos governos Estadual e Federal.  Essas instituições prestarão serviços de acolhimento, convivência e fortalecimento de vínculos para famílias em situação de vulnerabilidade social.

A maior parte dos atendimentos, cerca de 50%, é direcionada para crianças e adolescentes, que recebem atenção juntamente com a família. Há também atendimentos para idosos, pessoas em situação de rua e outras com necessidades especiais.

Projetos com o Cidade do Garoto e Estação do Conhecimento são alguns dos contemplados pelo convênio. O primeiro trabalha com residência inclusiva, em que acolhe jovens e adultos, maiores de 18 anos com algum tipo de deficiência, que foram destituídos da família porque foram negligenciados.

Já o Estação presta um serviço voltado para fortalecimento de vínculos e convivência de crianças e adolescentes e as respectivas famílias. São atendidos mais de 500 jovens com ações de acolhimento, acompanhamento, esportes, dentre outras.  

Assinatura

Durante o evento a secretária de Assistência Social da Serra, Elcimara Rangel, pontuou que “essas entidades tem capacidade técnica e operacional para realizar os atendimentos e que elas ampliam o acesso para quem precisa, desburocratizando o serviço”. Segundo Rangel, somente a Secretaria de Assistência Social atende anualmente mais de 60 mil pessoas.

O prefeito Audifax Barcelos também destacou, durante a cerimônia de assinatura, que a Serra sai na frente no cumprimento da Lei Federal 13019/2014 que trata do marco regulatório das parcerias entre poder público e organizações não governamentais. Ele ainda disse que, apesar da crise financeira que atinge o país, é preciso união para ajudar a quem mais precisa. “O que esses projetos fazem é abrir portas para novas oportunidades com valorização, dignidade, respeito e cidadania para crianças e jovens, tirando as da vulnerabilidade social e da condição de risco, melhorando muito a qualidade de vida das pessoas”, afirmou Audifax.