Cursos de graça turbinam renda de mulheres na Serra

A história das duas serranas se cruza por conta de terem feitos cursos de capacitação promovidos pelo município, que lhes abriu novos horizontes profissionais.
Cursos de graça turbinam renda de mulheres na Serra
TEXTO: Djeisan Lettieri   FOTO: Divulgação

Persistência, determinação e foco são palavras que definem mulheres como Lucimar e Andressa, que estão em busca de seus sonhos sem se deixar abater pelas dificuldades da caminhada. A história das duas serranas se cruza por conta de terem feitos cursos de capacitação promovidos pelo município, que lhes abriu novos horizontes profissionais.

Lucimar Moreira trocou um trabalho em uma grande empresa, com mais de cinco mil funcionários, para virar empreendedora vendendo bolos e doces por encomenda. O incentivo? A vontade de acompanhar mais de perto do filho que tem necessidades especiais e precisa de acompanhamento médico com consultas.

Segundo a empreendedora, apresar de o novo caminho não ser fácil e os ganhos financeiros ainda serem incertos, ela está mais feliz e realizada. “O meu filho é que me impulsiona, porque agora tenho mais tempo pra dedicar a ele. Hoje concilio melhor vida profissional e pessoal”, comenta.

Ela afirma que um grande facilitador desta nova profissão foi um curso de empreendedorismo que fez pela Prefeitura da Serra. “A gente tem um sonho, mas, muitas vezes, não sabe como colocar em prática. Essa capacitação abriu minha mente, tive uma noção do mercado, de como trabalhar com foco pra ter resultados e acho que estou no caminho certo”, afirma

Foco é o que não falta também para a estudante Andressa Souza, que aos 17 anos descobriu o talento como escritora. A história dela começou a mudar quando, por incentivo da supervisora de estágio, decidiu fazer o treinamento com um coaching ofertado pelo Projeto Jovem Ser. “Eu não estava muito animada em fazer, mas depois que fui à primeira palestra pensei que aquela capacitação poderia mudar a minha vida”, disse.

O projeto consiste em encontros em que os jovens têm orientação profissional com base em suas potencialidades. Segundo ela o principal fruto é a nova visão que tem hoje. “Na vida a gente tem obstáculos, mas não pode abrir mão dos sonhos. Hoje eu tenho uma visão de futuro bem melhor do que tinha antes do curso”, pontua.  

Andressa já começou a correr atrás de seu sonho. “Já fiz inscrição para participar de aulas de literatura, que acontecerão neste mês de março e também mandei e-mail para uma jornalista e escritora da Rede Globo para ter orientações com relação à questões da profissão”, conta.

A estudante, que antes era tímida e não se comunicava muito por conta de uma deficiência na falar, agora pretende também ser promotora de justiça. “Durante o curso descobri que gosto de ajudar as pessoas. Por isso, essa é outra carreira que vou abraçar. Os encontros com o coaching me ajudaram a ver o que eu quero pra minha vida”, afirma.