Histórias de transformação e superação por meio de projetos sociais

Muitas histórias de transformação de vida também são registradas nas entidades sociais que fazem parceria com a administração municipal que só neste ano investiu 15 milhões nestes convênios
Histórias de transformação e superação por meio de projetos sociais
TEXTO: Djeisan Lettieri   FOTO: Divulgação

Paulo Henrique Santana era um menino, tímido e calado que veio da Bahia com os pais e seus oito irmãos na esperança de uma vida melhor. Foi quando encontrou o esporte e teve a vida transformada se tornando um campeão que acumula diversas medalhas de títulos nacionais e internacionais. O jovem pratica atletismo desde 2011, quando começou a frequentar um projeto na Estação Conhecimento, que tem parceria da Prefeitura da Serra.

Assim como a vida de Paulo, o dia a dia de Beatriz, foi mudado pelo projeto social. . “Posso dizer que nas pistas nasceu uma nova Beatriz, que de bagunceira, agora ajuda em casa. Mudei minhas atitudes na escola e estou me sentindo muito melhor por fazer parte de uma família que se chama Estação Conhecimento”, diz.

Muitas histórias de transformação de vida também são registradas nas entidades sociais que fazem parceria com a administração municipal que só neste ano investiu 15 milhões nestes convênios

Outro exemplo é o de Dona Valdete, que após frequentar oficinas de idosos, passou do estado de tristeza profunda, por conta de viuvez, para uma vida ativa que descobriu frequentando o Lar Semente do Amor. Há também relatos como as das jovens Brenda e Jéssica, que foram enviadas para abrigo por conta de maus tratos em casa e hoje participam do projeto Casa República, onde vivem de forma autônoma.

Somente no ano de 2017, mais de seis mil famílias serranas serão beneficiadas com a assinatura de convênios com 32 entidades que farão atendimento social no município. Essas instituições prestarão serviços de acolhimento, convivência e fortalecimento de vínculos para famílias em situação de vulnerabilidade social.

A maior parte dos atendimentos, cerca de 50%, é direcionada para crianças e adolescentes, que recebem atenção juntamente com a família. Há também atendimentos para idosos, pessoas em situação de rua e outras com necessidades especiais.