Prefeitura da Serra anuncia novo mutirão de vacinação no próximo sábado, dia 11

Na segunda-feira, dia 6, a equipe da Secretaria de Saúde da Serra se reúne para definir local e horário do novo mutirão
Prefeitura da Serra anuncia novo mutirão de vacinação no próximo sábado, dia 11
TEXTO: Jéssica Romanha   FOTO: Jansen Lube

Para o próximo sábado, dia 11, a Prefeitura da Serra anuncia um novo mutirão de vacinação contra a febre amarela. O objetivo é que o evento seja tão bem sucedido como o que ocorreu neste sábado, dia 4, quando 35 mil pessoas foram vacinadas emseis horas de campanha.   

Na próxima segunda-feira, dia 6, a Secretaria Municipal de Saúde da Serra vai discutir e informar os locais e horários do mutirão.

Para organizar o atendimento, serão distribuídas senhas com o carimbo da prefeitura para evitar falsificações. É recomendado levar documento de identificação e cartão de vacinação. 

A fila para vacinação será única, entretanto, idosos (com laudo médico), pessoas com crianças de colo e com deficiência terão o apoio de colaborados do evento para que tenham prioridade no atendimento.

Ao todo já foram imunizadas na Serra até este sábado, dia 4, mais de 155 mil pessoas e a meta da Prefeitura da Serra é de que toda a população apta a receber a dose, dentro dos critérios do Ministério da Saúde, seja atendida nos próximos dias. Por isso, a Secretaria de Saúde orienta as pessoas a não dormirem na fila, nem irem para o local de vacinação durante a madrugada. A Prefeitura estuda também, se for preciso, abrir pontos de vacinação no período da noite. 

Contraindicação

A vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Idosos acima de 60 anos só serão imunizados com apresentação de laudo médico.

Outra recomendação é que a vacina para febre amarela não deve ser aplicada ao mesmo tempo que a vacina tríplice viral (que protege contra sarampo, rubéola e caxumba) ou tetra viral (que protege contra sarampo, rubéola, caxumba e varicela).

Também é recomendado que as pessoas respeitem o prazo de 10 anos entre uma dose e outra, pois há risco de reação se o cidadão tomar fora do prazo recomendado.