Prefeitura faz mutirão para assinar carteira e 30 já estão trabalhando

Foi realizado na última terça, dia 7, um mutirão para assinar a carteira de todos, de uma só vez
Prefeitura faz mutirão para assinar carteira e 30 já estão trabalhando
TEXTO: Samantha Dias   FOTO: Everton Nunes/Secom-PMS

Há exatamente uma semana, no último dia 2, o Sine da Serra ofereceu vagas de emprego na área de logística. Hoje, cerca de 30 pessoas que disputaram as vagas na semana passada já estão trabalhando no mercado formal da Serra. Foi realizado na última terça, dia 7, um mutirão para assinar a carteira de todos, de uma só vez.

O primeiro dia dos novos contratados pela empresa SRM Terceirização de Serviço e Recursos Humanos para atuação em uma empresa de logística do município foi ontem. Mas para Marselha Camatta, contratada como analista de RH, o início das atividades, por incrível que pareça, foi na quinta-feira passada mesmo, no mesmo dia que o Sine ofereceu a vaga.

Ela, que ficou 20 dias desempregada, conta que ficou sabendo da vaga e procurou o Sine da Serra, onde já estava cadastrada. No mesmo dia, participou da entrevista de seleção, foi contratada e já foi encaminhada para as atividades na empresa. No mutirão para assinar carteiras, ela estava à frente do processo para garantir a vaga de mais 30 profissionais.

“Foi tudo tão rápido, mas eu achei maravilhoso, pois em 2015 fiquei desempregada e demorou um ano para eu conseguir outra oportunidade. Acho que a economia está aquecendo, agora tem mais vaga de emprego aberta do que em 2015. Também me senti grata e honrada por ter ajudado outras pessoas a conquistarem o emprego”, contou Marselha.

Fabiana Rayane Rocha, moradora de Jacaraípe, conquistou uma das vagas de auxiliar de logística, mesmo sem ter experiência, na última quinta-feira. Mas não somente ela se deu bem, o marido dela também conquistou uma vaga de pintor industrial oferecida por outra empresa no mesmo dia. Ela conta que ficou cerca de um ano desempregada.

Quem também era só alegrias e expectativa com o emprego novo era Antonia Gonçalves, moradora de Novo Porto Canoa. Durante os dois anos que ficou desempregada, passou a vender roupas e cosméticos para garantir o sustento. Com um filho pequeno, ela quer dar o melhor de si na nova função e conseguir a efetivação, permanecendo na empresa após o período do contrato, que pode durar até nove meses.

“Vi a vaga no site e cheguei cedo para garantir a vaga. Deu certo”, disse Antonia.

Os contratados vão atuar nos cargos de auxiliar de logística e operador de empilhadeira, com salários que variam de R$1.080 a R$1.500, em média.   

O secretário de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), Roberto Carlos, afirmou que a geração de empregos no município é forte, e que a captação atua para oferecer sempre as melhores e a maior quantidade de vagas aos moradores. Disse, ainda, que por causa das parcerias com as empresas recrutadoras, a seleção acontece no próprio Sine, acelerando o processo e facilitando para os candidatos.