A lista das empresas com mais processos no Procon

No total, foram 291 queixas que deram origem a processos administrativos
A lista das empresas com mais processos no Procon
TEXTO: Samantha Dias   FOTO: Divulgação

O Procon da Serra divulgou a lista das empresas mais processadas em 2016. São aquelas que receberam reclamações dos consumidores, e que foram processadas por causa disso, ou seja, reclamações fundamentadas. No total, fora 291 queixas que deram origem a processos administrativos.Com esse material, é possível conhecer as empresas que mais causaram transtornos aos consumidores e os problemas mais recorrentes.

Os problemas mais recorrentes, no ano passado, foram produtos com vícios (defeitos de fabricação), serviços não fornecidos, cobrança indevida/abusiva ou dúvidas sobre cobrança, roubo/furto, irregularidades ou não cumprimento de contrato e de garantia, demora ou não entrega do produto adquirido, e demora na montagem ou montagem incorreta de produtos.

Cabe ressaltar que esse ranking refere-se, apenas, aos casos que geraram processos e que podem ter gerado multa. Outros, que são resolvidos na hora, não entram na lista de reclamações fundamentadas.

“Os atendimentos totais no Procon superam em mais de cinco vezes o número de reclamações fundamentadas”, afirmou Sérgio Meneghelli, diretor do Procon da Serra.  

Para ele, a divulgação das reclamações fundamentadas é importante para o consumidor e também para a própria empresa.

“Os consumidores ficam mais cautelosos na hora de comprar um produto ou serviço desses locais mais reclamados e as empresas, que sabem dos prejuízos de estarem nessa lista, buscam meios de melhorar”, afirmou.

Para o Procon, essas estatísticas ajudam a direcionar e a intensificar as ações de fiscalização para que tenham mais efeito para a população.