Serra supera média nacional de cobertura e tratamento de esgoto

No município, 83,79% da população têm acesso à rede de esgoto e 68,34% estão conectados à rede
Serra supera média nacional de cobertura e tratamento de esgoto
TEXTO: Jéssica Romanha   FOTO: Jansen Lube/Secom-PMS

A Serra está entre os municípios brasileiros que estão acima da média nacional na disponibilização de rede de esgoto. No município, 83,79% da população têm acesso à rede de esgoto e 68,34% estão conectados à rede. Os números só crescem e o objetivo é a universalização do esgotamento sanitário até 2023.

De acordo com dados mais recentes da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (SNSA) do Ministério das Cidades (MCidades) o índice médio de atendimento por redes de esgotos é de 59,7% nas áreas urbanas das cidades brasileiras, já em relação ao tratamento dos esgotos, observa-se que o índice médio do país chega a 44,9%.

A implantação do sistema de esgotamento na Serra é feita por meio de parceria público-privada (PPP) com a Cesan, por meio da Ambiental Serra, iniciada em 2015.

Ao todo, já foram investidos mais de R$ 185 milhões nos serviços de esgotamento no município e a expectativa é de que nos próximos anos mais R$ 513 milhões sejam aplicados.

De acordo com o coordenador do grupo de saneamento da Serra, Samuel Dias, já foram construídos cerca de 150 mil metros de rede de esgoto na cidade. "Vinte bairros receberam obras de implantação de rede de esgoto nos últimos três anos”, destacou.

Nos últimos quatro anos de PPP já foram ligados à rede de esgoto 49 mil imóveis. "Isso significa que mais de 120 mil pessoas foram beneficiadas com mais qualidade de vida, valorização imobiliária e desfrutam e compartilham de maior cuidado com o meio ambiente", destacou o prefeito Audifax Barcelos.

Segundo a Ambiental Serra, com a ampliação e a modernização do sistema de esgotamento sanitário na Serra, são coletados e tratados mais de 1 bilhão de litros de esgoto por mês. Isso equivale a mais de 400 piscinas olímpicas de esgoto tratado por mês, ou 4.800 piscinas olímpicas coletadas e tratadas no ano.

Fiscalização:
A Prefeitura tem intensificado as ações de conscientização e fiscalização para punir com multa quem não estiver ligado à rede de esgoto. Cabe ressaltar que a Fiscalização Ambiental atua continuamente no combate ao lançamento irregular de efluentes in natura nos recursos hídricos, à destinação de resíduos sólidos e ocupações irregulares em suas margens.

Saiba mais:

  • 20 bairros receberam obras de implantação de rede de esgoto nos últimos três anos.
  • 83,79% da população têm acesso à rede de esgoto
  • 68,34% estão conectados a rede
  • até 2023 a Serra terá 100% de esgoto tratado