Dia Internacional do Livro Infantil: alunos da Serra publicam livro e revista em quadrinhos

Manuela Sampaio, da EMEF Paulo Freire, lançou um livro aos 14 anos. Já o pequeno Ryan Santos, de 9 anos, aluno do 3º ano e público-alvo da Educação Especial produziu uma série de revistas em quadrinhos
Dia Internacional do Livro Infantil: alunos da Serra publicam livro e revista em quadrinhos
TEXTO: Eduardo Candeias   FOTO: PMS

As histórias escritas para o público infantil são uma porta de entrada para o universo lúdico e rico em possibilidades da literatura. Agora, imagina quando a criação de um livro é feita pelas próprias crianças?

É o caso da estudante Manuela Sampaio, da EMEF Paulo Freire, em Vista da Serra II, que aos 14 anos publicou, em 2018, um livro com base em história real. Outro exemplo é do pequeno Ryan Santos, de 9 anos, aluno do 3º ano e público-alvo da Educação Especial da Serra que, também em 2018, produziu uma série de revistas em quadrinhos.

Hoje, dia 02 de abril, comemora-se o Dia Internacional do Livro Infantil e Juvenil; no dia 18, a homenagem é para o escritor Monteiro Lobato que sede a data de nascimento para o Dia Nacional do Livro Infantil. E para finalizar, o dia 23 de abril é marcado pelo Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral.

Aluna lança livro aos 14 anos

Desde os 8 anos, a aluna Manuela Sampaio, da EMEF Paulo Freire, em Vista da Serra II, se encantou pela escrita e leitura e, aos 14 anos, resolveu colocar em prática o seu talento. “Escrevi ‘Kalina: lágrimas de liberdade’, baseada em uma história que sempre ouço na família".

O livro, lançado em 2018, fala sobre uma garota de 12 anos que teve a infância interrompida pelo trabalho doméstico e marcada pela fome.

Aluno autista produz revistas em quadrinhos

Esbanjando simpatia e confiança, o pequeno Ryan Santos, de 9 anos, aluno autista do 3º ano e público-alvo da Educação Especial da Serra, produziu uma série de revistas em quadrinhos para distribuir aos colegas, durante o IV seminário de professores da Educação Especial da Serra, realizado em 2018 na Emef Iolanda Schineider, em Porto Canoa. 

O autor dos gibis também afirmou que se torna personagem em muitas de suas histórias. “Faço tudo sozinho. Eu tive a ideia e comecei a produzir meus próprios gibis. Acho muito legal! ”, disse Ryan.