Combate à dengue: Planalto Serrano A recebe mutirão da Prefeitura da Serra

O objetivo da ação conjunta é a eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya

Combate à dengue: Planalto Serrano A recebe mutirão da Prefeitura da Serra


Texto: Amanda Amaral - Foto: Divulgação/PMS

Neste sábado (17) e domingo (18) acontece um mutirão contra a dengue no bairro Planalto Serrano Bloco A, na Serra. A iniciativa será realizada entre 8 e 12h30, e contará com ações de Secretaria Municipal de Serviços (Sese)  e da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa).

O objetivo é eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti - transmissor da dengue, zika e chikungunya. Planalto Serrano A foi escolhido por estar entre os bairros com maior número de notificações de dengue. É previsto a realização de novas ações conjuntas em outras regiões onde há maior casos da doença.

Durante o mutirão, os Agentes de Combate à Endemias da Serra vão realizar todos os serviços de combate ao mosquito do município. Entre eles: visitas domiciliares; fumacê; ação de educação ambiental na feira; visitação à pontos estratégicos (borracharias, floriculturas, ferro-velhos), bombas costais; entre outros.

Pontos de hidratação

Os trabalhos de combate à dengue estão sendo intensificados não só no contra o vetor mas, também, na assistência aos pacientes sintomáticos. 

Na quinta-feira (15) foi aberto o Ponto de Hidratação Unidade Regional de Valparaíso, que funciona das 7 às 19 horas, todos os dias, inclusive, sábado, domingo e feriados.

O objetivo é ampliar a oferta do serviço, que já é realizado nas 40 unidades de saúde do município, nas três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) e no Pronto Atendimento Pediátrico (anexo ao Hospital Materno Infantil).

A ideia é se antecipar a um possível crescimento na busca por atendimentos. A equipe da Saúde está preparada para ampliar os pontos de hidratação, quando for necessário, e já definiu locais estratégicos para isso, entre eles, a URS Jacaraípe.

Prevenção e monitoramento

A prevenção e monitoramento da dengue requerem cuidados e, desde outubro, o assunto é tema em discussão na Sala de Situação em Saúde do município, na qual os dados dessa arbovirose e os casos são analisados sistematicamente por uma equipe técnica com objetivo de organizar os serviços, controlar a doença e evitar óbitos. Semanalmente, os técnicos se reúnem para avaliar a situação  e traçar estratégias com base no Plano Municipal de Contingência das Arboviroses.