Black Friday: Procon da Serra já faz comparação de preços

Os fiscais estão de olho nos anúncios dos produtos já há alguns dias e encontraram, por exemplo, um fogão que no início deste mês custava R$1.700, à vista, e na semana passada passou para R$1.799, à vista
Black Friday: Procon da Serra já faz comparação de preços
TEXTO: Samantha Dias   FOTO: Jansen Lube/Secom-PMS

Oficialmente, a Black Friday é somente na próxima sexta-feira, dia 23. Mas, muitos estabelecimentos comerciais antecipam a ação e fazem, na verdade, uma semana de promoções para atrair os clientes. O Procon da Serra está nas ruas desde o início de novembro e já está voltando às lojas para fazer comparações de preços e confirmar se há descontos reais.

Os fiscais estão de olho nos anúncios dos produtos já há alguns dias e encontraram, por exemplo, um fogão que no início deste mês custava R$1.700, à vista, e na semana passada passou para R$1.799, à vista. “Até agora, houve aumento no valor do fogão. Vamos verificar se na Black Friday o valor será reduzido, voltando aos R$1.700 que estava antes, ou se vai ter queda maior e significativa no preço”, ressaltou a diretora do Procon da Serra, Nívia Passos.

É esse tipo de prática que o Procon da Serra quer evitar, o “falso desconto”. Durante todo o mês, os fiscais, portando uma lista com os dez produtos mais vendidos na Black Friday, tiraram fotos, anotaram preços e recolheram encartes, para fazer a comparação. Além disso, os fiscais também verificaram e orientaram os estabelecimentos sobre outras irregularidades, como falta de informações e a respeito do Código de Defesa do Consumidor.

De acordo com Nívia, neste período, dois estabelecimentos foram notificados por não apresentarem, de forma clara e ostensiva, os preços dos produtos. Elas têm o prazo de 10 dias para se adequarem.

A fiscalização voltada ao Black Friday segue até o dia 30 de novembro.

Plantão

Para dar mais segurança aos consumidores, a fiscalização do Procon da Serra vai realizar plantões na próxima sexta-feira à noite e também no sábado, dia 24, percorrendo os principais pontos comerciais da cidade.

“Além dos nossos horários de fiscalização durante manhã e tarde, vamos realizar plantões. Acreditamos ser importante para o consumidor, que poderá ver nossos fiscais nas ruas e pedir orientações, fazer denúncias de irregularidades do que  estiver encontrando”, afirmou a diretora Nívia.

Pessoas que observarem práticas abusivas também podem fazer denúncias ao Procon, por meio dos telefones 3252-7243/7242; é importante guardar provas, como fotos e encartes, para formalização da denúncia.

 

Confira algumas dicas para as compras da Black Friday:

- Compare preços dos produtos em pelo menos duas ou três lojas diferentes;

- Conhecendo a média de preço do produto, fique atento se o desconto oferecido for muito alto. Observe se as mercadorias não são peças de mostruário, se não estão violadas, obsoletas ou encalhadas;

- Verifique se o site em que pretende realizar a compra é verdadeiro e confiável.  Vasculhe todas as informações sobre a loja: se existe, seu endereço físico e o canal de relacionamento com o consumidor (telefone, e-mail). Verifique se já não existem muitas reclamações, como produto não entregue ou entregue fora do prazo;

- Pergunte sobre a loja a amigos e familiares. Busque opiniões de quem já comprou no local;

- Tome conhecimento sobre sites que fazem comparativos de preços. Assim, você poderá usar essa ferramenta para facilitar na busca pelo melhor preço;

- Cuidado com e-mails de propaganda, que podem conter vírus e links que podem levar o consumidor a sites fraudulentos. O recomendado é entrar no site oficial da loja por seu endereço on-line, e não por meio de links duvidosos.